PELOS SERES VIVOS, RAROS  ESCASSOS ESPECIAIS.

FUNDAÇÃO RELICTOS

NOTÍCIAS  126

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Croquis de Localização da RPPN Lagoa Silvana.

Na reunião entre a Frente Mineira para Biodiversidade com o Secretario de Meio Ambiente do Estado de Minas Gerais realizada dia 26/11, o diretor Geral do IEF  Dr. Marcos Ortiz informou ao representante da Fundação Relictos que após longo período de tramitação interna no IEF o processo para a implantação da Reserva Particular do Patrimônio Natural da Lagoa Silvana, de propriedade da Usiminas, encontra-se pronto e instruído. Ele esta pautado para a reunião do Conselho de Administração do IEF, prevista para o dia 06 de dezembro, onde será finalmente aprovado.

Localizada no município de Caratinga, nas margens da Lagoa Silvana, em terrenos de propriedade da Usiminas na área de influência do Parque Estadual do Rio Doce. Confronta-se com Áreas de Especial Interesse para a Conservação de propriedade da Cenibra formando uma área continua, envolvendo a Lagoa Silvana e se estendendo até as proximidades do Parque Estadual do Rio Doce. Este corredor ecológico vai possibilitar a ampliação da área protegida por onde a fauna poderá se deslocar livremente sem o risco de interação com atividades humanas.

A RPPN Lagoa Silvana foi criada para atender a condicionante n° 05 da licença de operação n° 501 de 27 de julho de 2000 da Mina de Calcário do Taquaril de propriedade da Usiminas. Tem como objetivo compensar a destruição da paisagem e do ecossistema natural causada pelo processo de  mineração de calcário. A mina do Taquaril esta localizada no município de Prudente de Morais – MG.

Os  estudos realizados para a implantação da RPPN informam a existência no local de uma fauna variada com o registro da presença de carnívoros de grande porte e também do Sagui da Serra, um primata em perigo segundo Classificação da IUCN:. Anexo da CITES: I.

RPPN

Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é uma categoria de unidade de conservação, gravada com perpetuidade. Criada pela vontade do proprietário ou seja, sem desapropriação de terra e reconhecida pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF). No momento que decide criar uma RPPN, o proprietário assume compromisso com a conservação da natureza.

Além de preservar belezas cênicas e ambientes históricos, as RPPNs assumem, cada vez mais, objetivos de proteção de recursos hídricos, manejo de recursos naturais, desenvolvimento de pesquisas cientificas, manutenção de equilíbrios climáticos ecológicos entre vários outros serviços ambientais.

Atividades recreativas, turísticas, de educação e pesquisa são permitidas na reserva, desde que sejam autorizadas pelo órgão ambiental responsável pelo seu reconhecimento. 

 

Reserva Particular do Patrimônio Natural Lagoa Silvana é aprovada pelo IEF.

 Data: 28/ 11 / 2012.